quarta-feira, 4 de março de 2009

6 Milhões /14 Milhões - Toda a verdade

Descobri finalmente, o porquê de sermos tantos e tão bons.

É verdade que já não vinha aqui há uns tempos, mas a razão era justificável. Tive de trabalhar muito. E trabalhei tanto que até me fiz engenheiro...

Mas acabei por fazer outras coisas, no qual se inclui o que me trouxe aqui.

Vou portanto desmitificar o segredo encobrido por muitos em Portugal.

Estávamos em guerra, nós propriamente não, o mundo estava em guerra, mais propriamente na 2ª Grande Guerra Mundial.

Nós "baldámo-nos" a ela, mas prestávamos vassalagem na mesma à Alemanha ou não fossemos perder todo o ouro que tinha sido dado antes por Hitler ao Maior Português do Século (votado pelos portugueses, não faz muito tempo) Salazar, exactamente por estarmos desse lado, e "estarmos" todos a passar fome naquela altura.

Como éramos poucos e pobres, a maioria dos países nem deu pela nossa falta.

Não vou aprofundar na história, fico-me só pela obrigatoriedade de prestarmos vassalagem e homenagem à Alemanha e consequentemente ao Nazismo, pelo Estado Novo. Sim, éramos obrigados.

Os jogos de futebol internacional foram interrompidos numa certa altura, mas não sem antes, termos feito um jogo em Berna. Jogo esse que é encoberto.

Pois eu digo com LETRAS GARRAFÁIS.

OS JOGADORES DO BENFICA, ANTES DO INÍCIO DO JOGO (a par do que se passava com todos que estavam do lado das Potências do Eixo, ou neste caso simpatizantes por via de Salazar, da Potência do eixo) FORAM OBRIGADOS A FAZER O CUMPRIMENTO NAZI "Sieg Heil" COM O BRAÇO DIREITO ESTICADO!

O que aconteceu foi algo de grande punição por parte de Salazar, porque os jogadores daquela altura do Benfica se recusaram a fazer tal cumprimento.
Houve ainda dois que levantaram o braço, no qual se destacava o capitão de equipa, mas para fúria posterior do grande Salazar, cerraram o punho em vez de esticarem os dedos.

Para quem diz que fomos beneficiados pelo Salazar e que éramos a equipa do Estado Novo, fica aqui a informação do que este fez ao Benfica:

Todos os jogadores de futebol do Benfica estavam proibidos de jogar mais neste país! Condição de excepção: a não ser que mudassem de clube!!!

Foi esta a solução do Salazar "benfiquista".

Naquela altura tínhamos 22 jogadores, um para cada lugar, os 11 titulares foram para o Sporting Clube de Portugal e os outros 11 foram para o Belenenses, tendo feito o Sporting campeão Português em (1943/44) e tendo feito dois anos depois o último e pela única vez na história, Campeão de Portugal (1945/46 - Belenenses). Todos eles ex-jogadores do Benfica.

O Benfica ficou sem jogadores, mas esta história passou além fronteiras na altura, correu todo o país de boca-em-boca o que fez com que se apresentassem no Benfica durante a semana que se seguiu ao despedimento, centenas de atletas para jogar no Glorioso.

Foi por causa deste ACTO HERÓICO! E que fez tantos outros se seguirem.

E é daqui que vem o nome GLORIOSO, não das vitórias que se seguiram e jamais igualáveis no mundo

A nova equipa que se formou, antes desconhecidos e agora gloriosos ainda conseguiram ganhar o campeonato de 1944/45. Gesto que levou a quase 90% da população portuguesa ficar adepta do Benfica, não pelo clube em si, mas pela grandeza e elevação do que era fazer parte do Benfica.

A Glória vem deste gesto e desta revolta numa altura em que todo o povo era oprimido, espancado quando discordava e torturado quando tinha outra opinião.

O Benfica é isto, mais do que um clube, uma opção à liberdade, uma voz e um grito de Glória e é isto que nos desmarca em campo de qualquer defesa violento!

Não pactuámos com o Nazismo e a discriminação racial, mesmo quando nos encostaram a pistola à cabeça.

E o poder do povo, mesmo que oprimido escolheu que o Benfica seria para sempre o Maior Clube do Mundo!

Depois deu jeito ser do Benfica para o Salazar. E acabou por sê-lo.

Mas fica aqui registado o que este Sportinguista fez pelo Benfica.

Fez mais de 6 milhões de benfiquistas Unidos pela Glória e espalhou 14 milhões pelo mundo, indirectamente mas à custa do seu regime.

Mais soubessem disto, mais seriam Benfiquistas, passem a palavra.

PS: Nem o Sporting nem o Porto jogaram no estrangeiro antes de 1948. E não lhes interessa falar nem sabem o que isso era.

FORÇA BENFICA!!!

Embrulha isto Miguel Sousa Tavares e dá de Natal no teu novo livro, eu deixo plagiar.

2 comentários:

rearviewmirror disse...

Em 1954/55 O Benfica apesar de campeão não foi indicado para a Taça dos Campeões Europeus porque naquela altura os clubes eram sugeridos pelas entidades nacionais responsáveis e o Benfica, mesmo sendo campeão, foi preterido em favor do Sporting.

Sou de um Clube Lutador disse...

Somos um clube com Moral.
Abraços
..