quarta-feira, 30 de junho de 2010

No adeus de Portugal

Nunca me sinto derrotado até o árbitro apitar, não sou bota abaixista, e tenho sempre confiança que Portugal se vai dar bem. Terminada a participação de Portugal no mundial já posso ser mais critico.

Vinha eu escrever qualquer coisa aqui neste nosso espaço quando me deparo com o Post de Redfox (Quem manda é a FIFA) que expõe grande parte do que eu tinha para dizer.

As faltas não assinaladas a CR7 para mim são incriveis! livres a favor de Portugal só a mais e 30-35 metros.

Como é que a espanha só leva o primeiro amarelo da competição agora contra Portugal, com jogadores como Xabi Alonso, capdevilla, Puyol, Busqets...

Provavelmente o jogo defensivo, a passo, à zona, sem qualquer tipo de pressão, com as linhas defesa e meio campo mto próximas, seja um atestado à falta de qualidade técnica (mas não tática) da maioria dos jogadores portugueses.

Esta é uma tática que favorece jogadores em baixo de forma como o Pepe e os "laterais direitos". Uma tática que no ataque era qualquer coisa como se por acaso acontecer até marcamos um golo.

Se tirar o Hugo Almeida para meter o Danny era parte do plano, era um plano para meter CR7 a ponta de lança. Claro mantendo o H.Almeida em campo seria mais dificil, ainda que durante o jogo o CR7 tenha encostado o HAlmeida na linha algumas vezes, tal como aconteceu contra a Costa do Marfim, mas como qualquer um pode ver isso não dá resultado

Para isso tivemos de deixar em campo um simão apático, que se calhar com melhor clarividencia n teria deixado Villa marcar o golo. Num lado onde o fraquissimo r.Costa era carne para canhão frente a Villa. Claro que esse podão do R.Costa tinha que demonstrar de onde ele vem e mandar deliberadamente uma cotevelada disfarçada de "só queria ganhar posição" muito ao estilo da "so estou a proteger a posição" de Káká.
Azar dos azares foi mesmo o substituto de Nani, se ter lesionado, se não o mais certo era ser ele o lateral direito, teriamos assim dois laterais que estiveram habituados a subir e a ver a equipa onde jogam marcar golos atrás de golos durante o campeonato. Seria muito para o CQ. Era muito ataque...

Claro que a perder 1-0 numa eliminatória o melhor é meter mesmo o P.Mendes já que o tipo marca golos de longe, e até já marcou um golo fantasma como o do Lampard, é que como Portugal estava a jogar dificilmente cheirava a baliza por isso tinha de ser "long range". Segundo CQ, Deco era opção para este jogo, mas para atacar o resultado o melhor era mesmo deixar o Deco no banco.

Confesso que quando vi Liedson e P.Mendes para entrar julguei que iriamos ter um CQ aventureiro. Que ia tirar o R.Costa e jogar com 3 centrais (sim reduzir de 4 para 3...). Parece que eu e o CR7 ficamos surpresos com uma substituição conservadora. Claro que pensando um bocadinho, uma equipa que joga de forma conservadora (tudo atrás da linha da bola) requer um trabalho tático excepcional e logo não deu tempo de treinar o ataque, mas a defender somos os reis desta competição!

Foi neste jogo com a espanha que percebi o que se passou na qualificação. O CQ já andava a testar esta tática do jogar para não perder. No grupo de qualificação eramos a "melhor" equipa e por isso todos os que veem de fora queriam mais. No mundial tivemos a sorte de ter que disputar jogos contra o número 1 e numero 2 do ranking (o Federer e o Nadal aqui do sitio), e como todos temos consciencia que o numero 3 do ranking para Portugal qualquer coisa de estranho, batemos palmas a esta forma de jogar mesquinha (até termos que correr atrás do prejuízo).

Neste mundial em 4 jogos Portugal marcou golos (7) em apenas 1 jogo, mas também sofreu golos (1) em apenas 1 jogo. A média de golos marcados é perto de 2 (parece espetacular até), mas a mediana é 0 (ups afinal... não é assim tão espetacular).

2 comentários:

Rearviewmirror disse...

Ai Ai Bosingwa e Nani, tanta falta que fizeram...

Não compreendo uma coisa: Levamos 2 defesas direitos para África do Sul, e acabamos a jogar com Ricardo Costa nessa posição. Fantástico.

Nota: Das 8 equipas que conseguiram o primeiro lugar do seu grupo, 7 passaram aos quartos de final.
A excepção foi o Gana que eliminou os EUA.
Acho que começámos a ser eliminados no jogo com o Brasil..

Rearviewmirror disse...
Este comentário foi removido pelo autor.